Gamification: moda ou estratégia de negócio?

Você já ouviu falar em gamification? E gamification no treinamento? Aposto que sim, pois, atualmente, o termo gamificação não é mais um conceito novo. Está, frequentemente, na mídia e como foco de diversas discussões empresariais ligadas às tendências.

Muitos gestores ainda possuem duvidas de que a gamification no treinamento empresarial pode mesmo auxiliar no sucesso dos negócios. Por isso, escrevemos esse conteúdo com objetivo de esclarecer se a gamification é moda ou uma eficiente estratégia de negócio.

O que é gamitification no treinamento?

O termo gamification existe desde os anos 70, quando era associado à programação e desenvolvimento de softwares. Apesar de já existir há uns bons anos, foi a partir 2010 que o temo ficou popular entre as empresas.

Gamification, ou gamificação em português, é basicamente a adoção de estratégias e design de games em outros contextos que não sejam esses próprios jogos. Ou seja, gamification no treinamento corporativo nada mais é do que implantar games no planejamento da qualificação dos seus funcionários. Sendo válido ressaltar que essa estratégia possibilita trabalhar diferentes pontos que englobam o treinamento de pessoas.

Os pontos trabalhados através da gamificação são:

  • engajamento,
  • foco,
  • determinação,
  • motivação e
  • produtividade.

Tudo isso de uma forma mais simples e leve, uma vez que a gamification no treinamento permite a interação entre colaboradores e empresas. Tudo isso com base no oferecimento de incentivos que estimulem o envolvimento dos times de maneira lúdica.

A gamification no treinamento corporativo pode ser ainda definida ainda como uma técnica que consiste em introduzir, continuamente, diversão, competição saudável, reconhecimento pessoal e feedbacks de desempenho nas atividades de trabalho. Desta forma, pode ser usada em diversos ambientes.

No entanto, em organizações, a gamification no treinamento precisa ter seu foco em determinar objetivos de negócio e motivar os colaboradores. Além de avaliar seu desempenho e melhorar seu comprometimento nas tarefas do dia a dia.

Um bom exemplo de gamification no treinamento são jogos empresarais usados para trabalhar a criatividade e a inovação dentro das organizações.

Gamification no treinamento: Moda ou estratégia? 

Que tal falarmos um pouco se essa técnica é apenas uma moda ou uma eficiente estratégia de negócio? Até porque, devido ao seu grande sucesso e popularização, é normal que você, gestor, tenha essa ‘pulga atrás da orelha’. E, no mundo dos negócios, todo cuidado é pouco para não se perder nos modismos, não é mesmo?

De acordo com estimativa da empresa global de pesquisa Markets and Markets, a gamificação será um mercado de mais de 5 bilhões de dólares no mundo todo até o ano que vem.  É esperando que até 2020, 70% das maiores empresas do mundo tenham, pelo menos, uma aplicação que utilize esse conceito. Ou seja, tudo indica que a gamification veio para ficar!

Entretanto, assim como outras várias ferramentas destinadas ao aprimoramento dos treinamentos corporativos, a gamificação também precisa ser trabalhada de acordo com o perfil da sua empresa. De nada adianta copiar games aplicados em outras organizações, caso esses não se encaixem na sua identidade empresarial.

Por isso, antes de questionar se gamification no treinamento é um bom caminho ou não para seguir, você precisa, primeiro, ter em mente quais são os benefícios dessa técnica e como os mesmos podem somar ao seu negócio e a qualificação de colaboradores.

Por que e como implantar gamification no treinamento?

De uma forma sucinta e prática, a gamification no treinamento pode ser uma boa estratégica ao ser relacionada à gestão do conhecimento da sua organização. Afinal, por meio dessa técnica, você terá como fazer com que os seus colaboradores mantenham-se engajados e motivados. Além de receberem feedbacks de forma constante e buscarem novos conhecimentos para superar obstáculos futuros. Como? Confira na sequência!

Motivação e engajamento

Uma ótima maneira de manter seus colaboradores motivados e engajados a executarem as suas devidas atividades por meio da gamificação é a criação de um sistema de incentivos. Sendo que esse sistema pode ser idealizado a partir de um programa de pontos, de reconhecimento por uma habilidade e pelo trabalho bem feito por meio do oferecimento de distintivos ou até uma bonificação financeira pelo sucesso em metas.

Mas, para que a estratégia seja, realmente, efetiva é necessário o desenvolvimento de um mecanismo dentro do game. Ele será responsável por criar um significado ao trabalho que será exercido dentro do processo de produção. Dessa forma, será essencial que o colaborador entenda a cultura e as questões do negócio. Só assim terá condição de se engajar com mais facilidade e autonomia na gamificação proposta.

Feedbacks constantes e reconhecimento

Uma das partes que compõem a implementação da gamification no treinamento é justamente a constante coleta automática de dados. Assim, a criação de indicadores para as tarefas do seu negócio que avaliem o desempenho é extremamente importante. Esses dados podem ser muito úteis para verificar a taxa de sucesso das atividades.

A gamificação é uma ótima ferramenta para dar feedback aos colaboradores. Por meio de seus índices de produtividade e histórico, o colaborador consegue ter uma noção maior do seu desempenho. Isso faz com que ele entenda seus pontos de melhora sobre conhecimento e busque aumentar seu comportamento em certas atividades. Além disso, é imprescindível reconhecer os colaboradores quando executam um bom trabalho. E quem não gosta de receber elogios depois de um trabalho bem feito?

No aspecto do reconhecimento das equipes, a gamification no treinamento também auxilia o gestor por meio dos dados fornecidos. Muitas vezes, esse crédito pode vir automaticamente dentro do jogo criado. Com isso, o feedback contínuo fica mais fácil e ainda lhe ajuda no quesito avaliação do clima organizacional.

Busca de novos conhecimentos

Outra grande vantagem da gamification no treinamento é que jogos são divertidos e podem melhorar algumas habilidades dos seus jogadores. Assim, a busca por novos conhecimentos é incentivada. Sendo válido lembrar que o sentimento de desenvolver uma determinada habilidade de forma cada vez melhor é um dos aspectos mais importantes do cumprimento e bem-estar no local de trabalho.

Viu como a gamification no treinamento pode ser uma boa estratégica de negócio, caso saiba adequá-la à sua empresa? Agora, que tal ler um e-book exclusivo sobre gamificação?

Tabata Martins
  • 17 Posts
  • 0 Comments
Apaixonada pelo o que faz e dedicada ao que se propõe, Tabata é jornalista com especialização em Marketing e Comunicação e MBA em Comunicação Digital e Mídias Sociais. Ela possui experiência de sete anos nas áreas de jornalismo/comunicação/marketing e já trabalhou em importantes veículos de comunicação em Minas Gerais e no Brasil, tendo já exercido os cargos de editora, redatora, web repórter, repórter, produtora, coordenadora de telejornal, produtora de conteúdo, analista de mídias sociais, apuradora, assessora de imprensa, coordenadora de comunicação estratégica e supervisora de jornalismo.